Centro de Atividades Ocupacionais

Os nossos Centros de Atividades Ocupacionais – também conhecidos como CAO’s – são centros de atividades de caráter ocupacional e terapêutico, que visam a valorização pessoal e a integração social de pessoas com deficiência intelectual moderada a grave, com idade superior a 18 anos, permitindo o desenvolvimento possível das suas capacidades, sem vinculação a exigências de rendimento profissional. 

Centro de Atividades Ocupacionais - Laboral

O Centro de Atividades Ocupacionais Laboral – também designado de CAO Laboral – destina-se a pessoas com Dificuldade Intelectual e Desenvolvimental (DID), com idade igual ou superior a 18 anos, e que tem como finalidade “promover a valorização pessoal e a integração social de pessoas com DID, de forma a permitir-lhes o desenvolvimento máximo das suas capacidades, sem qualquer vinculação a exigências de rendimento profissional ou de enquadramento normativo de natureza jurídico laboral” (Portaria nº 432/2006 de 3 de Maio).

Centro de Atividades Ocupacionais - Stª Bárbara de Nexe

Este CAO destina-se a clientes com Dificuldade intelectual e Desenvolvimental (DID), com idade igual ou superior a 18 anos, com a finalidade de estimular e promover o desenvolvimento das capacidades remanescentes das pessoas com DID, facilitando a sua integração social, através de planos de desenvolvimento adequados às suas necessidades, potenciando uma maior qualidade de vida.

O objetivo central dos CAO’s,  consiste em promover a qualidade de vida dos seus clientes, nas dimensões: desenvolvimento pessoal (relações interpessoais e autodeterminação), bem-estar (emocional, físico e material) e inclusão social (cidadania, direitos e empregabilidade). 

Os clientes, podem beneficiar das seguintes atividades:

Atividades estritamente ocupacionais – atividades/tarefas geralmente realizadas no âmbito do processo de transformação de matérias-primas em produtos finais, que visam a manutenção e o desenvolvimento de competências até ao máximo potencial do cliente (p.e., Têxteis; Reciclagem; Pintura).

Atividades socialmente úteis – atividades/tarefas geralmente realizadas no âmbito do processo de transformação de matérias-primas em produtos finais ou da prestação de serviços, dotadas de utilidade social, que visam a manutenção e o desenvolvimento de competências até ao máximo potencial do cliente e a facilitação da possível transição para programas de integração socioprofissional (p.e., Atelier “Saberes e Sabores”; Artes plásticas; Refeitório/Cozinha. ASUS Externos: Comércio local.

Atividades de desenvolvimento pessoal e social – atividades e dinâmicas que visam promover as competências de relacionamento interpessoal e autodeterminação/ autonomia, o bem-estar e a cidadania e participação social, até ao máximo potencial do cliente (p.e., Grupo de Autorepresentantes – “Sentir, Pensar e Agir”; Dinâmica de grupos; Sala de Autonomias; Educação Social e Atividades da Vida Diária Instrumentais.

Atividades lúdico terapêuticas – atividades e dinâmicas que geralmente implicam a ativação físico funcional e a estimulação sensorial que visam promover o bem-estar nomeadamente físico, até ao máximo potencial do cliente (Ex: Estimulação sensorial; Terapia Snoezelen; Falar + (promoção da comunicação); Atividade motora adaptada; Adaptação ao meio aquático; Terapia Ocupacional; Psicomotricidade; Hipoterapia e equitação adaptada; Ginástica Acrobática; Danço terapia; Folclore; Marchas Populares e Yoga.

Atividades de Inclusão – programas culturais e de lazer, atividades de verão; convívios e espetáculos da comunidade.